Aplicativos por Judith Brito

Mais uma vez Judith Brito nos prestigia! Agora com Aplicativos. Boa leitura!
 
 

Aplicativos

 
Gente, quem consegue, hoje, viver sem um smartphone? Sem contar a função trivial – e cada vez menos importante – das ligações telefônicas, esse pequeno aparelho é um manancial de funções que nos acompanha dia e noite.apps-para-smartphone
Pensando no meu caso: às 5 horas da matina, sou acordada pelo relógio-despertador do celular, com o som do alarme que escolhi – tão fofo, que deixo tocando um tempo extra. Em seguida vem o “bom dia” no grupo da família (versão estendida a agregados) no WhatsApp, que a esta hora já está fervendo com diálogos e fotos dos que já acordaram, e dos que ainda nem foram dormir. Depois do café da manhã, e antes de ler vários jornais na versão papel, não resisto a uma consulta rápida aos sites de notícias, ao Facebook e ao Twitter. Durante a “jornástica” (ginástica lendo jornais) disparo mensagens (via e-mail, sms, Whatsapp ou Messenger) sobre as principais notícias. Stop: neste ponto, dedico-me a uma função bem analógica, nada digital, que é a de chacoalhar um adolescente morto de sono, para obrigá-lo a ir pra escola. Será que vão inventar um aplicativo chacoalhador de filhos? Missão cumprida, preciso abrir o aplicativo de previsão do tempo para acertar na roupa do dia, e consultar a agenda eletrônica para antever como será a guerra.app_jornal_eletronico
No táxi, a caminho do trabalho, é indispensável acionar o Waze, o aplicativo colaborativo que indica os caminhos menos congestionados da cidade grande (funciona mesmo!). Dá tempo também de consultar os aplicativos de Notas e Lembretes, para rever tarefas pendentes, profissionais e pessoais, e até resolver algumas – quando o taxista para de falar. No trabalho, embora parte do tempo seja diante do desktop, durante reuniões o smartphone volta a ser indispensável para trocar mensagens com a equipe, avisar um colega do outro lado da mesa para mudar os argumentos em negociações e – um olho no peixe, outro no gato – controlar os compromissos do meu filho (que obviamente também tem celular, mas jamais consulta a agenda, preferindo aplicativos de músicas e vídeos, como o youtube).taxi-pelo-celular Nem à noite a gente larga a maquininha infernal; se surge uma divergência de opiniões durante o jantar, não dá mais para blefar: alguém saca o celular e consulta o Wikipedia, para tirar a limpo os dados. Foi-se o tempo das conversas de botequim, quando se podia inventar à vontade. Enfim, é hora de dormir… e de ligar o Mosquito Run, aplicativo emissor de um som, inaudível aos humanos, que espanta pernilongos.
Mas há muito mais que eu, pobre ser analógico, ainda não experimentei. Para os mais esquecidos, há o Onde Parei, que encontra o carro perdido nos enormes estacionamentos. Outro, o Let´s Park, localiza estacionamentos mais próximos, com vagas para carro, indicando os preços e o itinerário para chegar ao escolhido. O Easy Measure transforma o celular em uma trena, e o Instant Heart Rate mede os batimentos cardíacos, bastando colocar o dedo sobre o flash do aparelho.app-Spreadsheets
E tem mais! – como diz a voz no anúncio das Facas Ginso. Há dois aplicativos que podem salvar casamentos. O Romantimatic não apenas lembra aniversários e datas importantes, como já dispara as mensagens de parabéns, sem o dono precisar mandar. E o Spreadsheets diz se você é bom de cama, medindo seus movimentos, duração, decibéis dos gemidos, gasto de calorias etc. Depois, emite um relatório para você caprichar mais da próxima vez.
Bebe-com-iPadFico imaginando o que a minha avó, que vivia sem eletricidade e sem tv, diria se visse como está o mundo hoje. E muito mais está por vir. Não é à toa que meu neto de sete meses não fala “angú”, como balbuciavam os bebês até agora. Como bebê digital que é, ele fala angoogle.
 
 
 
 
 

A escritora

 
judith britoJudith Brito tem 57 anos, nasceu em Itatiba, São Paulo. É autora dos livros “Mãe é Mãe” (Publifolha), “Ah! O amor” (Publifolha), “A metade ideal” (Sá Editora) e “Causos Itatibenses” (Tuva Editora).
 
 

 

  • Leia o inferno na terra.
  • Estes textos servem para relaxar e dar umas boas risadas.
  • Vale a pena apostar em aplicativos para melhorar nosso dia a dia.
  • Mais uma vez Judith Brito nos entretendo aqui na casa da Ana. Obrigada Judith!
  • Comentários

    Seja Exclusiva
    Receba nossas publicações em primeira mão, cadastre seu email no campo abaixo:

    FECHAR
    Web Design MymensinghPremium WordPress ThemesWeb Development

    E as férias estão chegando…

    festas-de-fim-de-anoNovembro passa tão rápido que quando dermos conta, já será Natal! Pensando em facilitar a vida neste período intenso e corrido, nós aqui na casa da Ana, publicaremos desde dicas para deixar a casa pronta para a grande ceia de Natal e Revellon até como ter as férias sonhadas. Estamos a praticamente 60 dias de 2016!!! Comecem a contagem regressiva...

    Melhor tomar um refresco…

    sombra-e-agua-frescaBem vinda Primavera!!! Mas fala sério, que calor foi esse? Uma amostra do verão em pleno início de primavera. Mas vale para nos prepararmos para o verão. Vem aqui, entre e veja as nossas dicas para o verão e também para a viagem tão esperada e sem gastar muito! verao-sol-e-mar

    Bem vindo na casa da Ana

    na-casa-da-ana-logoQue bom que você veio! Quando nos mudamos para uma casa nova, aos poucos, vamos dando a nossa cara aos ambientes e deixando a casa mais aconchegante e com o nosso jeito... Aqui não é diferente! Na casa da Ana completou 3 meses e já estamos com uma sala de visita nova. Estreamos o cantinho direito com a nova seção "Café com a Ana", assim poderei me sentir mais próxima de vocês e também receber algumas visitas. Adorei a sua companhia, venha sempre!!! Bjs Ana