Bicicleta é a solução?

No Brasil, a região Sudeste concentra mais de 24 milhões de veículos. Somente em São Paulo são mais de 6 milhões que transitam nos 17.000 quilômetros de vias da cidade. Além da capital paulista, Rio de Janeiro, Brasília e Recife são algumas das capitais que sofrem com os engarrafamentos. Minha opinião é de que as ciclovias não são a solução e tão pouco amenizarão esse problema. Mas será a ciclovia o caminho? Vamos ver como o mundo trata as bicicletas…
 
 
bicicletas pelo mundo
 

As bicicletas pelo mundo

 

  • Há muitas cidades onde é bom ser um ciclista, mas algumas são realmente paraísos para as duas rodas.
  • O Copenhagenize, ranking criado por Mikael Colville-Andersen, fotógrafo, especialista em mobilidade urbana e criador da Consultoria Copenhagenize, classificou 150 cidades ao redor do mundo segundo 13 parâmetros, incluindo instalações para ciclismo, cultura, programa de compartilhamento, política e tráfego entre outras.
  • A maioria das cidades, que aparecem bem colocadas neste ranking, está na Europa, caso de Hamburgo, Budapeste e Barcelona.
  • Como sempre, quando se fala em bicicletas, Amsterdam está sempre em 1o lugar.
  • Tókio é a maior cidade ranqueada, seguida de Paris.
  • Uma grata surpresa foi ver o Rio de Janeiro na 12a. posição.
  • Estas cidades tem alguns fatores em comum: são seguras, planas, o trânsito é organizado, as prefeituras investem em melhorias e segurança para os ciclistas além delas também desfrutarem de um excelente transporte público. A troca, não é do carro pela bicicleta e sim do transporte público pela bicicleta.
  • Infelizmente, o Rio de Janeiro é exceção a essa regra, pois sabemos do trânsito caótico, da falta de segurança e de infraestrutura nesta cidade.
  •  
     
    congestionamento em sao paulo
     

    A falta de mobilidade em números

     

  • 400 km de ciclovias é a meta da prefeitura para a cidade de São Paulo em 2015.
  • R$ 80 milhões é o investimento em ciclovias, segundo a prefeitura de São Paulo.
  • R$ 120 bilhões será o prejuízo de São Paulo com um congestionamento de 357 km/dia, em 2022.
  • 200 milhões de litros de combustíveis são desperdiçados anualmente nos congestionamentos de São Paulo.
  • 240.000 horas é o resultado da soma do tempo perdido pelas pessoas no trânsito.
  •  
     
    ciclovia_reforma_
     

    Ciclovia é a solução?

     

  • Os congestionamentos custam muito dinheiro, prejudicam a saúde da população e atrapalham o crescimento do país. Portanto, amenizar o problema não é apenas uma questão de conforto e bem estar, e sim um importante incentivo ao desenvolvimento econômico e social.
  • O assunto é muito polêmico na cidade de São Paulo, com o trânsito caótico a prefeitura tem feito gastos consideráveis com a instalação de ciclovias, piorando o trânsito com as obras. A maioria das ciclovias praticamente não tem uso além do lazer de final de semana.
  • Estudos, feitos pela Dinamarca, mostram que para cada quilômetro pedalado, a sociedade goza de um lucro líquido de 23 centavos. Para cada quilômetro percorrido de carro, a cidade perde 16 centavos.
  • Não podemos ter as cidades européias como modelo para ciclovias, pois lá a realidade é outra.
  • Ao meu ver, a solução para as grandes cidades brasileiras é o investimento em transporte público de qualidade, principalmente metrô e trens, e na segurança, para que possamos utilizá-los sem nos preocupar com assaltos ou assédios sexuais.
  •  
     
    ciclovia em sao paulo
     

    São Paulo é para bicicletas?

     

  • Custo benefício por enquanto é muito pequeno. Por exemplo, em Perdizes onde moro, a maioria das ruas é tipo ladeira, fica difícil para o ciclista enfrentar. Então o que se vê são ciclistas de fim de semana e ainda assim num volume insignificante.
  • Outro problema das ciclovias é que foram implementadas, em sua maioria, em frente a prédios e garagens, o que dificulta o dia a dia dos moradores, colocando em risco crianças que usam transporte escolar, que precisam atravessar a rua para entrar e sair. Na minha rua, a ciclovia poderia ser feita em frente ao Parque da Água Branca que tem apenas 2 saídas para carros, mas foi feita no lado oposto onde estão todos os prédios da rua.
  • Sem contar a insegurança, pois você pode ter a bicicleta roubada, motoristas irresponsáveis invadindo as ciclovias, poluição com os congestionamentos e uma longa lista de contras.
  •  
     
    Silvia a ciclista paulistana
     

    Depoimento de uma paulistana

     
    “Meu nome é Silvia, tenho 48 anos, moro no Moinho Velho (Ipiranga) e trabalho num museu de arte. Há 3 anos decidi tentar ir trabalhar de bike, pois de carro perdia muito tempo – e paciência – procurando vaga para estacionar. No local há paraciclo, então além de não gastar não me preocupo com a segurança do carro na rua.
    Meu caminho não tem ciclovia, e de casa até o trabalho – na Vila Mariana – pedalo pouco mais de 5 km, com subidas e descidas, o que é bom (mantenho o treino em dia, para acompanhar a turma aos finais de semana). Penso que a bicicleta é um meio de locomoção sustentável e saudável. Estou indo onde preciso, de graça e me exercitando. Não precisa mais nada! Sigo as dicas básicas do blog Vá de bike e funcionam. Cito algumas: banho morno antes de sair, marcha leve, sem pressa, levo as coisas em alforge em vez de mochila nas costas, sigo por caminhos alternativos se necessário. Além disso, educação e bom humor ao cruzar com motoristas educados e bronca nos mal educados, já que a bike permite essa interação com a paisagem e as pessoas ao redor. Já parei para atravessar deficiente visual no farol, já peguei fruta que caiu do alforje alheio, etc…Infelizmente neste tempo todo nunca cruzei com outra ciclista no meu caminho, tomara que isto mude.”
     
     

     

  • Leia Sentir-se bem não tem preço.
  • Polêmicas a parte, não precisar do carro é tudo de bom.
  • A bike permite além de economizar, fazer exercício, unindo o útil ao agradável.
  • Planeje e pesquise, sobre as dicas de segurança, antes de se aventurar.
  • Comentários

    Seja Exclusiva
    Receba nossas publicações em primeira mão, cadastre seu email no campo abaixo:

    FECHAR
    Web Design MymensinghPremium WordPress ThemesWeb Development

    E as férias estão chegando…

    festas-de-fim-de-anoNovembro passa tão rápido que quando dermos conta, já será Natal! Pensando em facilitar a vida neste período intenso e corrido, nós aqui na casa da Ana, publicaremos desde dicas para deixar a casa pronta para a grande ceia de Natal e Revellon até como ter as férias sonhadas. Estamos a praticamente 60 dias de 2016!!! Comecem a contagem regressiva...

    Melhor tomar um refresco…

    sombra-e-agua-frescaBem vinda Primavera!!! Mas fala sério, que calor foi esse? Uma amostra do verão em pleno início de primavera. Mas vale para nos prepararmos para o verão. Vem aqui, entre e veja as nossas dicas para o verão e também para a viagem tão esperada e sem gastar muito! verao-sol-e-mar

    Bem vindo na casa da Ana

    na-casa-da-ana-logoQue bom que você veio! Quando nos mudamos para uma casa nova, aos poucos, vamos dando a nossa cara aos ambientes e deixando a casa mais aconchegante e com o nosso jeito... Aqui não é diferente! Na casa da Ana completou 3 meses e já estamos com uma sala de visita nova. Estreamos o cantinho direito com a nova seção "Café com a Ana", assim poderei me sentir mais próxima de vocês e também receber algumas visitas. Adorei a sua companhia, venha sempre!!! Bjs Ana