Imagine o inferno na terra

Difícil imaginar além da nossa vidinha cotidiana, reclamando das coisas de sempre, sequer  imaginando como é a vida de algumas pessoas do outro lado do mundo. Não faz muito tempo, o mundo se sensibilizou com a foto de uma criança pequena se rendendo às lentes de um fotógrafo, pensando ser uma arma. Mas alguém sabe de onde é aquela criança? Por que ela achou que era uma arma? Alguém fez algo para ajudá-la? Você ao menos sabe o que está acontecendo, no Oriente Médio, que selou o futuro dessa criança? Vamos tentar jogar luz nesses assuntos tão falados na mídia e pouco explicados.
 
 
oriente médio
 

Os eternos conflitos

 
Os conflitos no Oriente Médio se iniciaram com sua história, desde os primórdios já existiam as invasões, a escravização de outros povos e tantos outros problemas entre os países. O Oriente Médio permanece na condição de uma das áreas mais instáveis do mundo, seja pela contestação de fronteiras traçadas pelo colonialismo franco-britânico, pela posição geográfica, pelo contato entre os três continentes, pelas suas condições naturais, pois a maior parte daqueles países é dependente de água e detentor de  recursos estratégicos como o petróleo. Atualmente os conflitos mais críticos tem sido a Guerra Civil na Síria e a violência do EI – Estado Islâmico. A seguir vamos tentar entender o que levou a estes acontecimentos, como está atualmente e o que se pode esperar para o futuro próximo.
 
 
guerra na Siria
 

A Guerra Civil na Síria

 
A guerra civil na Síria se estende por 4 anos, ultrapassando a marca de 150 mil mortos e mais de 4 milhões de refugiados podendo triplicar este número em 2015. A população da Síria, estimada em quase 23 milhões em 2013, chegará a ter, quase 50% da população refugiada em países vizinhos e em condições terríveis. Segundo relatório, divulgado pela Unicef em 2014,  5,5 milhões de crianças tiveram suas vidas devastadas pela guerra, presas em áreas sitiadas ou refugiadas habitando locais insalubres, onde comida, água potável e acesso à educação são limitados.
 
Bashar al-Assad1. O levante: O levante contra o regime de Bashar-al-Assad teve início em 15 de março de 2011, durante a insurreição da Primavera Árabe, período em que as populações de países árabes, como Tunísia, Líbia e Egito se revoltaram contra os governos de seus países. Começou pacífico, mas manifestantes fortemente reprimidos passaram a recorrer à luta armada.
 
siria.guerra2. A guerra civil: Em 2012, A Cruz Vermelha e a ONU classificaram os conflitos como guerra civil, cobrando a aplicação do Direito Humanitário Internacional e para a investigação de crimes de guerra. As missões diplomáticas para resolver o conflito têm fracassado.
 
repressão Siria3. Cenário: Há quase 50 anos, a Síria é governada pelo partido  Baath. O país é liderado com mãos de ferro pelo presidente Bashar-al-Assad desde julho de 2000. Antes disso, seu pai, Hafez-al-Assad, presidiu o país por 30 anos.
 
 
 
 
conflitos Síria4. Agravamento: A oposição dividida em grupos rivais encontra cada vez mais dificuldades em atingir o objetivo de derrubar o governo de Bashar-al-Assad. Os rebeldes – em sua maioria islamitas – e a Frente Al-Nosra – braço oficial da Al-Qaeda na Síria – enfrentam, desde 2014, os jihadistas do Estado Islâmico do Iraque e Levante (EIIL).
 
armas-quimicas5. Principais armas: O governo sírio controla as grandes cidades e as estradas mais importantes e tem usado a fome e a miséria como principal arma para punir a população civil, maior vítima dos conflitos. Armas químicas também foram usadas, em 21 de agosto de 2013, um ataque químico foi atribuído pela oposição e países ocidentais a Bashar-al-Assad.
 
ONU6. Postura mundial: Apesar da Liga Árabe, ONU, União Europeia e Estados Unidos sempre condenarem a violência e a repressão impostas pelo regime sírio, nunca intervieram no conflito. A União Europeia e os Estados Unidos impuseram sanções econômicas unilaterais contra a Síria, mas nunca agiram de forma mais enérgica. Países como Irã, China e Rússia são aliados declarados do regime de Bashar-al-Assad e se manifestaram contra qualquer tipo de imposição de sanção internacional ao país. A Rússia condenou o uso da violência pelos opositores ao regime, aos quais chamou de ‘terroristas’ e votou contra o estabelecimento de uma missão humanitária no país na Conferência de Paz Genebra II, em 2014. A China chegou a acusar os países ocidentais de instigar uma guerra civil na Síria. O Brasil retirou seu embaixador em 2013.
 
 

 

  • Leia o sofrimento das mães chinesas.
  • É importante estarmos informados sobre o que acontece no mundo, isso amplia nossos horizontes.
  • Devemos refletir em como ajudar a tantas pessoas que são vítimas destes conflitos, em sua maioria crianças e mulheres.
  • Tomando conhecimento dos acontecimentos podemos dar um valor maior à nossa vida e ao nosso país, que permite vivermos em paz.
  • Comentários

    Seja Exclusiva
    Receba nossas publicações em primeira mão, cadastre seu email no campo abaixo:

    FECHAR
    Web Design MymensinghPremium WordPress ThemesWeb Development

    E as férias estão chegando…

    festas-de-fim-de-anoNovembro passa tão rápido que quando dermos conta, já será Natal! Pensando em facilitar a vida neste período intenso e corrido, nós aqui na casa da Ana, publicaremos desde dicas para deixar a casa pronta para a grande ceia de Natal e Revellon até como ter as férias sonhadas. Estamos a praticamente 60 dias de 2016!!! Comecem a contagem regressiva...

    Melhor tomar um refresco…

    sombra-e-agua-frescaBem vinda Primavera!!! Mas fala sério, que calor foi esse? Uma amostra do verão em pleno início de primavera. Mas vale para nos prepararmos para o verão. Vem aqui, entre e veja as nossas dicas para o verão e também para a viagem tão esperada e sem gastar muito! verao-sol-e-mar

    Bem vindo na casa da Ana

    na-casa-da-ana-logoQue bom que você veio! Quando nos mudamos para uma casa nova, aos poucos, vamos dando a nossa cara aos ambientes e deixando a casa mais aconchegante e com o nosso jeito... Aqui não é diferente! Na casa da Ana completou 3 meses e já estamos com uma sala de visita nova. Estreamos o cantinho direito com a nova seção "Café com a Ana", assim poderei me sentir mais próxima de vocês e também receber algumas visitas. Adorei a sua companhia, venha sempre!!! Bjs Ana