Palpites por Judith Brito

E mais uma vez, com vocês, Judith Brito!
 
 

Palpites

 
    emea-amamentando-filhotesAo acompanhar meu filho e minha nora à maternidade, quando do nascimento do meu neto, relembrei as dificuldades que pais frescos – e na verdade, todos ao redor – têm ao lidar com um simples bebê. Fora o “efeito galinha choca”, em relação ao qual mães humanas e animais são iguais, não me parece que gatas recém-paridas ou cadelas em meio a sua ninhada, entre outros exemplos de animais domésticos, sofram com tantas incertezas nesta fase de puerpério. Aparentemente, os bichos fêmeas protegem e alimentam suas crias, e pronto. Mas para nós, humanos, é um parto (com o perdão da piadinha infame).
 
  parto-natural-na-aguaPrimeiro, há a decisão mais importante: ter, ou não, um filho. Depois, há a decisão sobre o parto – natural ou cesárea. Há recomendações e patrulhamentos sobre o tema, especialmente num país em que a prática predominante é a de partos não naturais. Dizem que alguns médicos preferem agendar cesáreas, pela comodidade do planejamento do momento do parto, sem a necessidade de longas esperas acarretadas pelo procedimento natural. Por outro lado, especialistas afirmam ser o parto normal comparativamente mais saudável tanto para a mãe – que se recupera antes, e não corre os riscos de uma cirurgia – quanto para o filho, cuja participação ativa num parto natural resulta em estímulos importantes para o funcionamento mais rápido de seu organismo. Bem, entendo que, se for a vontade da mãe, e se houver condições favoráveis, cabe-lhe exigir que sua decisão seja cumprida.
 
 choro-do-bebeMas acho que o momento mais delicado é o do pós-parto. A mãe e também o pai – hoje em dia, um participante efetivo do processo – sentem-se perdidos quando, com aquela preciosidade pequena e frágil nos braços, são obrigados a saber lidar com a situação. E o bebê não vem com manual de instruções! O que o filhote quer dizer com este tipo de choro? Estará com fome? Se sim, por que não consegue simplesmente abocanhar o mamilo e saciar-se, como fazem os gatinhos e cachorrinhos? Será que está com cólica? Ou terá feito cocô e quer ser limpo?
 
   bebe-chorandoClaro, essa fase é um prato cheio para os palpites, especialmente por parte das mulheres “experientes”, que sempre têm solução para tudo o que se refere ao mundo puerperal. O bebê está com frio, ponha uma manta. Ou está com calor, vamos tirar sua roupa. Está com fome, e seu leite é pouco. Está com sapinho, ou com brotoeja, ou…
 
 
 
   enfermeiras e bebeA cena na saída do meu neto da maternidade foi ilustrativa e – por que não – divertida. Já com as devidas altas médicas, eu carregando meu neto e os pais organizando a bagagem, entra uma enfermeira no quarto para um discurso caudaloso. A intenção era boa, sem dúvida. Começou me recriminando porque eu estava chacoalhando o bebê, o que, pelo que entendi, é quase um crime inafiançável. Depois passou às sábias recomendações, dirigindo-se à mãe: “Jamais faça o que você não conseguirá fazer sempre. Não mime o seu filho, não será bom para ele. Por exemplo, ontem você estava com a mão sobre o bebê para que ele dormisse no berço. Você vai passar a noite com a mão sobre ele? Outra coisa: não deixe o bebê mamar mais do que 20 minutos. Ele precisa aprender as regras da mamada, ou vai te fazer de chupeta. Falo porque tenho experiência”. E assim por diante, despejando orientações, sempre pontuando que “era para o bem da mãe e da criança”. Como se não bastasse, antes de sair, voltou-se novamente para a última recomendação à ansiosa mamãe: “Ah, e não deixe as pessoas ficarem dando palpites na sua vida…”   
 
 

A escritora

 
judith britoJudith Brito tem 57 anos, nasceu em Itatiba, São Paulo. É autora dos livros “Mãe é Mãe” (Publifolha), “Ah! O amor” (Publifolha), “A metade ideal” (Sá Editora) e “Causos Itatibenses” (Tuva Editora).
 
 

 

  • Leia Diário de um bebê por Judith Brito.
  • Para quem está de fora, realmente é um “parto” a chegada do bebê.
  • O que mais tem atualmente são regras e manuais sobre recém nascidos. Isso vai te deixar doida.
  • Por que complicamos tanto?
  • Comentários

    Seja Exclusiva
    Receba nossas publicações em primeira mão, cadastre seu email no campo abaixo:

    FECHAR
    Web Design MymensinghPremium WordPress ThemesWeb Development

    E as férias estão chegando…

    festas-de-fim-de-anoNovembro passa tão rápido que quando dermos conta, já será Natal! Pensando em facilitar a vida neste período intenso e corrido, nós aqui na casa da Ana, publicaremos desde dicas para deixar a casa pronta para a grande ceia de Natal e Revellon até como ter as férias sonhadas. Estamos a praticamente 60 dias de 2016!!! Comecem a contagem regressiva...

    Melhor tomar um refresco…

    sombra-e-agua-frescaBem vinda Primavera!!! Mas fala sério, que calor foi esse? Uma amostra do verão em pleno início de primavera. Mas vale para nos prepararmos para o verão. Vem aqui, entre e veja as nossas dicas para o verão e também para a viagem tão esperada e sem gastar muito! verao-sol-e-mar

    Bem vindo na casa da Ana

    na-casa-da-ana-logoQue bom que você veio! Quando nos mudamos para uma casa nova, aos poucos, vamos dando a nossa cara aos ambientes e deixando a casa mais aconchegante e com o nosso jeito... Aqui não é diferente! Na casa da Ana completou 3 meses e já estamos com uma sala de visita nova. Estreamos o cantinho direito com a nova seção "Café com a Ana", assim poderei me sentir mais próxima de vocês e também receber algumas visitas. Adorei a sua companhia, venha sempre!!! Bjs Ana