Samba da fada doida por Judith Brito

E com vocês…Judith Brito. Prepare-se mais uma vez para se divertir.
 
 
a-casa-sonolenta-capa
 

Samba da fada doida

 
voando-com-a-imaginacaoEntre as delícias da maternidade está a de voar com os filhos pelo reino da imaginação. Com os meus, nunca abri mão de ser a contadora oficial de estórias, por mais que essa “função” exigisse tempo e dedicação. Meu mais novo, o Mateus, entre os dois e os cinco anos, me esperava diariamente à porta de casa para negociar o número de estórias que eu contaria naquela noite, antes de dormir.
 
esperando-a-mae-chegarEu chegava do trabalho quase sem bateria, mas tinha de buscar uma recarga extra de energia para atender ao pequeno cliente. A cada noite ele, já de pijama e debaixo da coberta, conseguia me convencer de contar uns dez contos de fadas, o que eu cumpria, exceto nas raras vezes em que ele dormia antes do fim. Lembro que mal começava a contar e aquela voz – a minha – me dava um sono enorme. Engraçado, porque sou ruim de cama, normalmente demoro a dormir, o que me rende muita leitura. Mas ali, com aquela estorinha gostosa, era tiro e queda. Recentemente até tentei contar estorinhas pra mim mesma, pra ver se durmo, mas nada. Precisa ter um filho ouvindo – e obviamente um adolescente prefere outras fadas.
 
mae-dormindo-filho-acordadoÀs vezes a bateria acabava de vez e a voz ia sumindo, sumindo … até que uma pequena mão me chacoalhava, reclamando. Mas realmente engraçado era quando eu entrava naquele estado intermediário, nem acordada, nem dormindo, bêbada de sono, e desandava a misturar estórias, com resultados psicodélicos. O cliente, atento e exigente, quase recorria ao Procon, e me apontava os erros, bravo. Juntando as barbaridades, daria uma estória mais ou menos assim:
 
chapeuzinho-vermelho-e-os-3-porquinhos– “Era uma vez três porquinhos que viviam com a mamãe porca numa casinha na floresta. Um dia, a mamãe disse a eles que já estavam bem crescidos; por isso deveriam procurar viver suas próprias vidas. O primeiro porquinho saiu da casa da mamãe em direção à casa da vovozinha, que estava doente, e morava do outro lado da floresta. Ele seguiu pela estrada afora saltitando e cantando, carregando uma cesta de doces, vestido com sua capinha vermelha. Por isso, era chamado de Porquinho Vermelho.”
 
(pequena mão me chacoalhando)
 
– “Mãe, tá errado, não é assim!”
 
porquinha-princesa– “Ah, tá. Bem, o primeiro porquinho era bem preguiçoso. Por isso, depois de andar um pouco, resolveu fazer uma casinha de palha mesmo, bem frágil. Ele queria terminar logo o trabalho para voltar a fazer o que realmente gostava: brincar. Por sua vez, o segundo porquinho saiu pela estrada, lindo como uma princesa, com o vestido azul e os sapatinhos de cristal que a fada madrinha havia criado com sua varinha de condão. Ele iria ao baile no castelo real, onde o príncipe escolheria a moça com a qual iria se caszzz…”
 
(duas mãozinhas me chacoalhando):
 
– “Mããããe, o que é isso?”
 
– “O quê? Onde estou? Já é dia?”
 
– “Você tava contando a estória dos três porquinhos e misturou tudo!”
 
lobo-mau-virou-madrasta– “Ah, como você é implicante! É bom variar de vez em quando. Bom, continuando. O segundo porquinho construiu sua casa de madeira. Era um pouco melhor que a casinha de palha de seu irmão, mas também não era resistente. Ele queria terminar tudo rápido, para tocar flauta e cantar. Mas o terceiro porquinho era diferente dos irmãos. Era muito trabalhador e pensava no futuro. Procurou, procurou e achou um lugar escondido atrás de um morro, fora da vista de quem passava na estrada. Então, construiu uma casa de tijolos, muito resistente. Por isso, teve de trabalhar durante muitos dias, mas valeu a pena. Ali perto, na floresta, vivia um lobo muito mau. Todos os dias o lobo se olhava no espelho e perguntava: ‘Espelho, espelho meu, haverá um lobo mais belo que eu?‘ ”
 
– “Mãe, assim não dá! Essa é outra estória!”
 
vovozinha-dormindo– “Já acordei, pronto. Então o lobo encontrou a casinha de palha do primeiro porquinho. Viu que a casa era muito frágil e soprou, soprou, até que tudo voou pelos ares. O porquinho saiu em disparada e entrou na casa de madeira de seu irmão. Mas o lobo foi atrás e gritou para que os dois saíssem, ou então ele faria a casa ir pelos ares. Os irmãos, morrendo de medo, ficaram bem quietos. Daí o lobo mau soprou, soprou, e a casinha de madeira foi abaixo. Os dois saíram em disparada e conseguiram se abrigar na casa de tijolos do irmão, a que era bem feita e resistente. O lobo não desistiu e gritou: ‘Rapunzel, jogue suas tranças!’ O terceiro porquinho jogou sua longa trança e o lobo entrou pela chaminé. Então, ele viu uma linda vovozinha dormindo um sono profundo, numa urna dourada. Ao redor da vovozinha, choravam os sete anões, pensando que ela estivesse morta. O lobo se aproximou da urna, comovido, e beijou a vovozinha com ternura. Neste momento mágico, ela despertou de seu sono profundo e tudo se iluminou. E foram felizzzz…”
 
– “Zzzzzzzz…”
 
 

A escritora

 
judith britoJudith Brito tem 57 anos, nasceu em Itatiba, São Paulo. É autora dos livros “Mãe é Mãe” (Publifolha), “Ah! O amor” (Publifolha), “A metade ideal” (Sá Editora) e “Causos Itatibenses” (Tuva Editora).
 
 

 

  • Leia aplicativos por Judith Brito.
  • Mesmo cansada, aproveite a fase das histórias para dormir.
  • Só não vale transformar o conto de fadas em conto de terror.
  • Use um livro e leia uma história por dia.
  • Comentários

    Seja Exclusiva
    Receba nossas publicações em primeira mão, cadastre seu email no campo abaixo:

    FECHAR
    Web Design MymensinghPremium WordPress ThemesWeb Development

    E as férias estão chegando…

    festas-de-fim-de-anoNovembro passa tão rápido que quando dermos conta, já será Natal! Pensando em facilitar a vida neste período intenso e corrido, nós aqui na casa da Ana, publicaremos desde dicas para deixar a casa pronta para a grande ceia de Natal e Revellon até como ter as férias sonhadas. Estamos a praticamente 60 dias de 2016!!! Comecem a contagem regressiva...

    Melhor tomar um refresco…

    sombra-e-agua-frescaBem vinda Primavera!!! Mas fala sério, que calor foi esse? Uma amostra do verão em pleno início de primavera. Mas vale para nos prepararmos para o verão. Vem aqui, entre e veja as nossas dicas para o verão e também para a viagem tão esperada e sem gastar muito! verao-sol-e-mar

    Bem vindo na casa da Ana

    na-casa-da-ana-logoQue bom que você veio! Quando nos mudamos para uma casa nova, aos poucos, vamos dando a nossa cara aos ambientes e deixando a casa mais aconchegante e com o nosso jeito... Aqui não é diferente! Na casa da Ana completou 3 meses e já estamos com uma sala de visita nova. Estreamos o cantinho direito com a nova seção "Café com a Ana", assim poderei me sentir mais próxima de vocês e também receber algumas visitas. Adorei a sua companhia, venha sempre!!! Bjs Ana